segunda-feira, 3 de abril de 2017

Resenha: Vida e Proezas de Aléxis Zorbás - Nikos Kazantzákis


Sinopse:

A história é narrada por um intelectual grego que, depois de ser chamado de "roedor de papéis" pelo grande amigo Stavridákis , decide lançar-se em uma empreitada arrojada: explorar uma mina de linhito em Creta. Num bar do porto, pouco antes de embarcar, conhece Aléxis Zorbás, a quem contrata para chefiar os trabalhos. Ao chegar à ilha, instalam-se temporariamente na casa de Madame Hortense, uma velha atriz do amor francesa que vive de seu passado e que logo cede aos encantos do empregado-chefe.
"Vida e Proezas de Aléxis Zorbás" consegue ser ao mesmo tempo um romance de aventura, que se lê com febre, e um romance de formação, que transforma. Como em todo grande livro, sua leitura não é apenas uma experiência literária de excelência, é uma experiência de vida.

Resenha:

Dois homens destinados à uma amizade forte que transcende o tempo e o espaço. Enquanto um, sem nome e conhecido como “patrão”, busca o autoconhecimento através dos livros e das palavras, o outro, Aléxis Zorbás, ensina que a melhor forma de aprender a viver é vivendo. E viver não é apenas passar os dias, é ter a emoção de ver o canto dos pássaros, sentir a brisa vinda do mar, o brilho do sol e a paixão feminina como se fossem a primeira vez, afinal para ele a vida é uma sucessão de primeiras vezes.

A história do livro é simples, não tem grandes acontecimentos ou reviravoltas, mas ao ler a obra sentia-me volver ao passado, quando ainda era uma criança e sentava-me aos pés da minha bisavó para escutar as histórias que tinha para me dizer. Eu viajei para a Grécia, para as praias e senti o povo, as comidas e as paisagens dentro de mim através das palavras sensoriais de Nikos Kazantzákis.

A amizade dos nossos dois protagonistas se desenvolve com o decorrer dos capítulos, lentamente e de forma gradual. Existe uma cena, A CENA, que realmente me emocionou com o sentimento de libertação que vem sendo esperado desde o início. Quando o patrão se liberta, o leitor também sente, se liberta com ele, ao lado dele. E juntos, como o próprio Zorbás fazia, sentimos vontade de dançar para expressar o que as palavras não podem dizer.


No entanto, ao mesmo tempo em que o enredo é belo, também consegue ser polêmico. Por haver sido escrito em uma época com uma realidade muito diferente da que vivemos, podemos perceber pontos de vistas extremistas em relação à mulher, tratando-a como um ser quase sem cérebro, incapaz de realizar muito mais do que se espera. Mas tal misoginia é compreensível, afinal trata-se da década de 40, na Grécia.

Também existe a versão para os cinemas intitulada Zorba, o grego, do ano de 1964. Eu ainda não conferi, mas irei buscá-lo depois, pois muitos dizem que o filme é tão rico quanto o livro.

Ao final da obra tudo o que pude sentir foi tristeza por precisar me despedir do patrão, do esperto e por vezes irritante Zorbás, da Bubulina e seu papagaio, do pequeno povoado e das centenas de histórias que um povo pode contar. A obra é brilhante em todos os aspectos e merece ser lida com calma, digerida página por página. Sem dúvidas todo leitor voraz precisa conferir Vida e Proezas de Aléxis Zorbás.


“Cada homem tem  a sua loucura, mas acho que a maior loucura é a gente não ter loucura alguma.”

15 comentários:

  1. Não conheço esse livro, mas parece bom! :) É incrível como há tantos livros bons, nunca na vida vou conseguir ler tudo o que gostaria...
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi Jhonatas! Eu não conhecia o livro, mas parece ser uma boa leitura, com bons personagens e um excelente cenário! Gostei de conhecer um pouco da obra! Excelente resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Eu não Conheço esse Livro Jhonatas, mais parecer ser muito interessante e legal. vou procura ele na livraria pra ver se eu gosto. valeu uma boa semana abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Jhonatas.
    Eu não conhecia esse livro ainda. E apesar de não ser o que eu estou acostumada a ler, de vez em quando é bom sair da zona de conforto. Ainda mais se o livro tem uma história tão rica assim. Se der eu vou ler ele sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Não é meu estilo de livro, por isso nunca li e nem tinha ouvido muito a respeito. Mas gostei da indicação :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha Jhonatas. Apesar do sexismo proveniente da época, me pareceu ser uma história profunda, intensa e reveladora. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, fiquei cheia de vontade de ler!
    https://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  8. As vezes faz bem ler obras assim simples e leves, para descontrair, e esse parece ser o livro perfeito pra isso. Adorei a resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie Jhonatan =)

    Não conhecia o livro, mas gosto de as vezes me aventurar por obras mais despretensiosas, como me parece ser o caso aqui.

    Dica anotada ;)

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse livro, a história parece ótima, mas não me identifiquei com a premissa, talvez não leria. Sua resenha está ótima, muito bem escrita!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adorei a frase no final do post, realmente! A vida é se arriscar, um pouquinho de loucura não mata ninguém hehe.

    O Planeta Alternativo

    ResponderExcluir
  12. Oi Jhonatas, tudo bom?
    Eu adoro essas edições da tag, e amo o fato deles mandarem livros que normalmente não são tão conhecidos, nos proporcionando prazeres indescritíveis com livros como este. Gosto de livros assim, que te "obrigam" a ler sem pressa, acredito que dessa forma você consegue extrair o máximo que ela tem a oferecer.

    Beijos,
    Paixão Literária

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro, mas já tinha ouvido falar do filme.
    Deu até vontade de conferir agora!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  14. Olá. gostei muito da resenha e indicação, quero ler esse livro, parece muito bom.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir